O setor de Finanças Descentralizadas, ou DeFi na sigla em inglês, é um dos que mais cresce no mercado de criptomoedas. As Crypto DeFis são tokens relacionados ao mundo dos serviços financeiros descentralizados, como corretoras descentralizadas, market makers (formadores de mercado) e certas plataformas de contratos inteligentes.

Essa tecnologia permite uma interação com diversos produtos financeiros sem a necessidade de uma instituição financeira como intermediária. A descentralização acontece por meio de contratos inteligentes, onde as pessoas prestam serviços financeiros entre si, como empréstimos.

A liquidez de uma corretora descentralizada é viabilizada pela própria comunidade fornecendo tokens a uma piscina de liquidez, e sendo recompensada por isso. É o equivalente à renda passiva no mercado de criptomoedas.

As DeFis com a maior capitalização de mercado segundo a CoinMarketCap
No site da CoinMarketCap, os ativos DeFis com maior capitalização de mercado são respectivamente: Avalanche (AVAX), Terra (LUNA), Wrapped Bitcoin (WPBT), Uniswap (UNI) e Chainlink (LINK):


A Avalanche (AVAX) é uma plataforma de contratos inteligentes que competem com as outras “Ethereum Killers”, ou seja, que prometem ser tão utilizada quanto o Ethereum (ETH). Sua proposta é viabilizar a construção de aplicativos de finanças descentralizadas customizados.

Terra (LUNA) é um protocolo em blockchain que usa stablecoins para alimentar sistemas de pagamentos globais com preços estáveis.

Segundo seus documentos oficiais (whitepaper), ele pretende combinar a estabilidade de preços e a ampla adoção de moedas fiduciárias com a resistência à censura do Bitcoin (BTC) e oferece liquidações rápidas e acessíveis.

O Wrapped Bitcoin (WBTC) é um token que lastreia o valor do bitcoin para que possa ser utilizado em plataformas de contrato inteligentes como a Solana (SOL), ou o Etherem (ETH).

Enquanto que o token Uniswap (UNI), é o token de governança e participação da corretora descentralizada de mesmo nome, na rede Ethereum. Atualmente é a maior e mais utilizada do mercado.

Finalmente, o token Chainlink (LINK) é, hoje em dia, o maior oráculo do mercado. A função desse tipo de programa é trazer informações do mundo físico e gravar em uma blockchain.

A utilidade dele pode ser observada tanto para alimentar a veracidade de um metaverso, quanto a credibilidade de uma corretora descentralizada.

Quais são as Criptos DeFi mais promissoras para 2022?

Segundo Daniel Vogel, CEO da Bitso, o setor DeFi vai reescrever o sistema financeiro no futuro. Vai beneficiar positivamente muitas pessoas ao redor do mundo, será um setor muito útil dentro do mercado de criptomoedas.

“Em resumo, nós da Bitso, acreditamos que a DeFi será a força que moverá o futuro dos serviços financeiros. A razão pela qual estamos muito empolgados com esse setor é porque a habilidade de escrever serviços financeiros na blockchain criará, e já está criando, uma inovação exponencial. Isso será muito útil para democratizar bancos e finanças no geral.”

André Franco, analista do mercado de criptomoedas, acredita ser a grande promessa para 2021:

“DeFi visa disruptar o mercado financeiro tradicional e dado o nível de maturidade que atingiu acredito que 2022 pode ser um ótimo ano para esse setor que tem crescido constantemente”. Franco enxerga um enorme potencial em Aave (AVEE) e Uniswap (UNI)

Conforme Orlando Telles, analista da Mercurius Crypto, é interessante ficar de olho em DeFis, e existem alguns tokens promissores para 2022. Entre eles, o especialista também cita Aave (AAVE):

“Principalmente com lançamento recente do Avee Arc, que foi confirmado essa semana através de uma conferência no Twitter em conjunto com a Firebox. Segundo a Fireblock, diversas fintechs, tanto do mercado tradicional quanto do mercado cripto devem ser seus primeiros clientes.” O projeto da Avee Arc pretende melhorar seu ecossistema em diferentes aspectos, incluindo a criação de uma Organização Autônoma Descentralizada, DAO, na sigla em inglês.

Orlando comenta também de Uniswasp (UNI), que segundo ele mesmo o token estando em baixa recentemente, o projeto tem feito algumas integrações interessantes:

“Durante a Ethereum conference, foi dito que estavam conversando com investidores institucionais de grande porte, como PayPal, para fazer essas integrações.”

Segundo Telles, é um cenário regulatório interessante e tende a agregar bastante valor ao ativo.

Ele diz também estar de olho no ecossistema da Solana, e um ativo que chamou sua atenção foi a Serum (SRM), uma das principais corretoras descentralizadas da plataforma. Por último, comenta sobre o projeto que venceu o primeiro leilão de parachains da Polkadot, a Acala (ACA).

A Acala (ACA), trata-se de uma parachain que será construída na Polkadot, e tem o objetivo de ser uma das principais plataformas para a construção de serviços DeFis no mercado. Segundo ele, o projeto tende a ter uma comunidade bem engajada.

Fonte: _moneytimes.com.br