Na noite dessa quarta-feira (12), Elon Musk, CEO da Tesla (TSLA; TSLA34), anunciou em seu Twitter que a empresa irá suspender as aquisições de veículos usando bitcoin (BTC) por conta de preocupações sobre o impacto ambiental da criptomoeda.

Estamos preocupados com o rápido crescimento do uso de combustíveis fósseis para a mineração e as transações do bitcoin, principalmente carvão, que possui as piores emissões de qualquer combustível.

Tesla não irá vender bitcoin e pretendemos usá-los em transações quando a mineração migrar para uma energia mais sustentável. Também analisaremos outras criptomoedas que usem menos de 1% da energia/transação do bitcoin.

A fabricante de carros elétricos começou a aceitar bitcoin como meio de pagamento em março, apenas um mês depois de ter anunciado, em um documento à Comissão de Valores Mobiliários e de Câmbio dos EUA (SEC), que havia adquirido US$ 1,5 bilhão em bitcoin.

Em abril, seu relatório de declarações financeiras referente ao primeiro trimestre de 2021 revelou que a Tesla vendeu US$ 272 milhões de sua alocação de bitcoin.

Após os tuítes de Musk, o mercado reagiu e o bitcoin caiu abaixo dos US$ 50 mil. A queda também foi resultado da liquidação de US$ 2 bilhões em posições de compra de futuros cripto.

A criptomoeda chegou a US$ 46 mil na noite de ontem. No momento, está sendo negociada a US$ 49,3 mil.

Fonte: Money Times